Menu
Domingo, 22 de Maio de 2022
(67) 9 9645-0564


Fernando Rufino leva título mundial de canoagem após ouro nas Paralimpíadas
Apenas 13 dias depois de conquista inédita em Tóquio, atleta repete feito no Mundial da Dinamarca. Brasil também conquista bronze com Débora Benevides

Campeão das Paralimpíadas de Tóquio, Fernando Rufino é agora também campeão mundial de canoagem. Nesta sexta-feira, o atleta de 36 anos dominou a final da canoa Vaa 200m VL2, prova em que foi ouro no Japão há apenas 13 dias, e conquistou o título no Mundial de Copenhague, na Dinamarca. Além da medalha do Caubói, o Brasil faturou um bronze com Débora Benevides na versão feminina da prova para atletas que usam o tronco e os braços na remada.

Me consagrar campeão mundial é um feito! Eu estava comentando com meu treinador, tenho todas as medalhas que a canoagem e o esporte paralímpico podem proporcionar. É uma conquista minha, do meu treinador, meu preparador físico e de todo o brasileiro. Estou aqui representando toda nação - disse Fernando Rufino.


Fernando Rufino não teve uma boa largada na final, mas rapidamente assumiu a liderança e abriu boa margem para vencer com o tempo de 53s93, mais de dois segundos à frente do espanhol Higino Rivero, prata com 56s21. O português Norberto Mourão completou o pódio, com 56s54. O brasileiro Luis Cardoso da Silva, campeão mundial de 2019, acabou na oitava posição, com 57s94. Ele ainda disputa na Dinamarca a final do caiaque 200m KL1, prova em que foi prata nas Paralimpíadas de Tóquio.

 

Foi a terceira medalha de Fernando Rufino em Mundiais. Ele havia conquistado uma prata em 2014 e um bronze em 2015. O sul-matogrossense, que perdeu os parcialmente os movimentos das pernas depois de ser atropelado por um ônibus em 2005, havia ficado fora dos Jogos do Rio, em 2016, por causa de um problema no coração. Neste mês, o Caubói conquistou os maiores feitos de sua carreira na canoagem.