Menu
Domingo, 22 de Maio de 2022
(67) 9 9645-0564


Mulher processa Gusttavo Lima por divulgar seu número em música

O cantor Gusttavo Lima está sendo processado por uma moradora em Fátima do Sul, por divulgar um número de telefone existente em sua nova música: Bloqueado.  A música está bombando, com milhões de visualizações no YouTube, o hit vem fazendo mais do que sucesso. Tem trazido muita dor de cabeça para o cantor.

O número divulgado pertence a uma mulher, que exige uma indenização do cantor, pois, segundo ela, está sofrendo trotes e importunações, após a explosão da canção.

Na ação, Alessandra Ribeiro Duarte, afirma que o cantor usou o número de seu telefone na letra, sem sua autorização.

A música foi composta por: Manoel Messias Andrade de Souza, Rodrigo Reys e Renno Saraiva Macedo e Silva.

Para o jonal a Folha de São Paulo, no dia 11 de janeiro, a assessoria jurídica do cantor, por intermédio do advogado Cláudio Bessas, informou que não possuem conhecimento do processo e que irão aguardar a citação para uma manifestação pública.

Letra da música questionada na Justiça:

O Embaixador
To aqui bebendo em um botequinho de esquina, cerveja e pinga
Depois de um dia inteiro de trabalho, já é fim de tarde
Me bateu uma saudade
Me bateu uma saudade
Eu sei que eu não posso ligar
Pra quem já me esqueceu
Coração prometeu nunca mais recair
Só que agora perdeu, tá sem dignidade
Me bateu uma saudade
Daquelas que o coração arde
9912-5003
Olha eu recaindo outra vez
Lembrei que to bloqueado
É muita raiva misturada com tristeza
Olha eu chorando e dando porrada na mesa
Lembrei que to bloqueado
É muita raiva misturada com tristeza
Olha eu chorando e dando porrada na mesa
Derrama, derrama cerveja
Quem tá feliz
Eu sei que eu não posso ligar
Pra quem já me esqueceu
Coração prometeu nunca mais recair
Só que agora perdeu, tá sem dignidade
Me bateu uma saudade
Daquelas que o coração arde
9912-5003
Olha eu recaindo outra vez
Lembrei que to bloqueado
É muita raiva misturada com tristeza
Olha eu chorando e dando porrada na mesa
E lembrei que to bloqueado
É muita raiva misturada com tristeza
Olha eu chorando e dando porrada na mesa
Vem, vem, vem Boston
Lembrei que to bloqueado
É muita raiva misturada com tristeza
Olha eu chorando e dando porrada na mesa
Derrama, derrama cerveja